Diário de Maternidade: Umbigo inflamado e internação da bebê

Oi pessoal, estamos de férias, mas arranjei um tempinho pra retomar meu diário de maternidade. Gosto de escrever aqui nas horas vagas e, mesmo de licença maternidade, o dia a dia é corrido quando se tem filho pequeno em casa. 😉

Então, gostaria de compartilhar com vocês um momento difícil nos primeiros dias de vida da nossa Lia.
Quando ela estava com 14 dias de vida, observamos que o umbigo dela estava avermelhado ao redor e bem protuberante. Fomos ao médico pensando que seria apenas uma consulta simples, que iria drenar algum líquido ou passar algum remédio e voltaríamos pra casa felizes. Não estava com mau cheiro e ela não senta febre e nem estava enjoada, nada disso. Durante a consulta a médica chamou uma outra médica para uma segunda opinião e quando falou em internação, eu tremi, segurei o choro na garganta. Murchei na hora.
A médica recomendou que ela ficasse internada recebendo antibióticos, pra evitar problemas maiores. Pois, quando bebezinha há uma ligação direta do umbigo com o coração da criança e se ela pegasse alguma bactéria ou algo mais sério..poderia ser um problema muito mais grave. Isso que o médicos que explicaram.

Nessa mesma tarde, foi preciso furar a veia dela, pra colocar acesso e receber medicamento intravenoso, até então, foram os piores dias da minha vida de mãe. Furaram minha filhinha 5 vezes pra conseguirem colocar o acesso e ela gritava muito e eu ainda precisa segurar.. eu chorava mais que ela. Gente, foi muito difícil!

Precisamos ficar internados uma semana, porque tratamento com antibióticos é longo mesmo..Fiquei internada com ela e o Shailon também, mesmo podendo apenas um acompanhante..ele também morou lá nesses dias. Eu estava muito fragilizada e a presença dele me fortalecia lá.

Os momentos difíceis eram sempre quando precisava trocar o acesso dela (a agulha pela qual entra a medicação na veia).. na segunda vez, foi preciso furá-la sete vezes pra conseguir achar a veia.. e eu chorava muito.. Fui falar com o pediatra pra ver se ele liberava a medicação via oral, mas não era possível.. pelo menos até o quinto dia, caso contrário ela poderia criar resistência à medicação e ser pior, então era preciso passar por isso mesmo. 😦

Dessa segunda vez que precisamos colocar o acesso, já tínhamos furado-a seis vezes e não tínhamos conseguido.. o enfermeiro me informou que iríamos tentar mais uma vez e se conseguisse seria feito um pequeno procedimento cirúrgico de cortá-la pra achar uma veia.. quando ele foi falando, eu já fui chorando…Gente, acho que só quem tem filho pequeno e passa por isso, que sente o desespero. Nesse momento, pedimos oração em todos os grupos da igreja e oramos.. quando a enfermeira veio tentar pela última vez, ela conseguiu.. Glória a Deus!

Minha filhinha melhorou e ao fim de 7 dias voltamos pra casa.

Hoje nossa princesinha está com 3 meses e meio e, tirando este episódio, nunca ficou doente. Graças a Deus por isso!
E ele tem cuidado de nós e sou muito grata a Deus!

20160926_185718

Mãe, se você tá passando por isso agora, confie no Senhor e tudo dará certo.

Fiquem na paz!

Wanessa Castro Galdino

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s